sábado, 14 de março de 2015

Meu primeiro atendimento em Psicanálise

    Bom dia, hoje foi meu primeiro atendimento do ano e o primeiro da minha vida em Psicanálise, confesso que não gosto de Psicanálise, não me dou bem com ela e mesmo após ler incessantemente os textos passados pela Supervisora Clínica, não consegui me sentir bem atendendo alguém dentro da moldura psicanalítica, isso me desmotivou ainda mais, estou nos últimos 3 meses de faculdade e na maior correria com estágios e TCC, confesso que minha chateação esse semestre só aumenta.    Ano passado a faculdade foi mais "justa", pudemos escolher abordagem e professor, este semestre não houve isso, eles apenas trocaram os professores e pronto; tudo bem não ser mais o mesmo professor, ou até a mesma abordagem, o maior problema foi não ter dado a oportunidade de todos poderem escolher novamente, pelo menos os professores, já que todos são da psicanálise. Na minha humilde opinião de aluna, acredito que justo seria ter desfeito os grupos existentes e distribuir novas senhas, para que todos sem exceção pudessem ou não mudar de professor, mas infelizmente não é assim que banda toca, e além de tudo a professora (apenas uma delas) diz que sabe que estamos fazendo TCC e dois estágios e que trabalhamos fora, porém não se importa e como vamos ter muitos feriados (3) as sextas-feiras, ela irá "entupir" nossa sala de textos para resenha e, que não há desculpa para falta de tempo (apesar de tudo o que temos para fazer), pois ela deu conta de tudo sem ao menos ter carro (Ok, eu até concordo em partes, porém isso foi há mais de 30 anos atrás, e afirmo nesta época nem existia trânsito como hoje, nem manifestações e etc...), opinião minha claro.    Espero, desejo e trabalho para que apesar de tudo e da minha frustração eu consiga dar o meu melhor e atender com a mesma excelência de sempre, pois minha paciente merece e eu também.




"Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fossemos de ferro..."
(Sigmund Freud)




P.S: Vamos treinar psicanálise nas frases né....